Você sabia que o câncer de mama não acomete apenas as mulheres?

Segundo o Dr. Carlos Alberto Ruiz, diagnóstico do câncer de mama em homens demora por conta do preconceito

O câncer de mama como se sabe é uma doença que atinge, principalmente, mulheres, porém contrariando o que muitos pensam ela também acomete os homens. “As glândulas mamárias estão presentes tanto em pessoas do sexo feminino quanto masculino (em menor quantidade), portanto, estas últimas também estão propícias a apresentar e desenvolver o câncer de mama, só que em menor proporção”, explica o presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia, Dr. Carlos Alberto Ruiz.

Para se ter uma ideia, em cada 100 casos em mulheres existe pelo menos um homem com o diagnóstico da doença, que neste caso é um tipo de câncer não muito frequente e vem sendo cada vez mais estudado, diz Ruiz. Estudos mostram que a média de idade dos homens que apresentam a doença varia de 50 a 70 anos. Na maioria dos casos a detecção é feita em estádio avançado, o que pode dificultar o tratamento podendo haver metástase. “O principal motivo dessa demora no diagnóstico é o preconceito. Pelo fato do câncer de mama ter as mulheres como alvo, na maioria das vezes, há falta de conscientização sobre a importância dos exames de rotina. Entre as principais causas da doença nos homens, estão as alterações genéticas e hormonais, alimentação rica em gorduras, excesso de álcool ingerido, além do uso de anabolizantes ou de hormônios”, esclarece o presidente da SBM.

Segundo Ruiz, a melhor maneira de combater a mesma é a informação orientando os homens quanto à possibilidade deles também apresentarem o processo. Quando existe a queixa de um nódulo, o diagnóstico é feito por meio do histórico do paciente e de exames como mamografia, ultrassonografia e biópsia do tumor. O tratamento dependerá do estádio do tumor, podendo ser feito através de cirurgia, radioterapia ou quimioterapia.

O médico ressalta, ainda, a importância do autoexame independentemente do sexo. “Observando qualquer irregularidade, deve-se procurar o auxílio de um especialista. Além disso, a prática de exercícios físicos, juntamente a uma alimentação balanceada, são os maiores aliados na prevenção dessa doença”, afirma.

Fonte: Bem Paraná.com.br

Compartilhe no Facebook

Digite seu endereço de e-mail e fique informado gratuitamente e clique em ENVIAR:






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *