Sem ações judiciais

GOVERNO QUER ELIMINAR OS PROCESSOS QUE PEDEM TRATAMENTOS E MEDICAMENTOS NÃO OFERECIDOS PELO SUS

drugs

Você certamente já ouviu falar de pessoas que precisaram entrar com ação judicial para obter um medicamento de alto custo e não disponível pelo sistema público de saúde, certo? Mas agora o governo quer acabar com isso.

De acordo com o Ministério da Saúde, muitas vezes essas liminares são para liberar medicamentos sem comprovação de que realmente funcionam. Só no ano passado, foram gastos quase R$ 839 milhões para atender às decisões dos juízes e bancar cirurgias, tratamentos e internações, comprar equipamentos e remédios.

Mas quem precisa do tratamento tem uma visão bem diferente dessa, afinal, em muitos casos o judiciário é considerado a última esperança.

Para a ABRALE, limitar o acesso à saúde não resolve o problema. Existem formas de baratear o fornecimento de tratamentos, por exemplo, investindo em pesquisa para desenvolvimento de tecnologias. Além disso, a proposta viola o direito constitucional do paciente.

 

Compartilhe no Facebook

Digite seu endereço de e-mail e fique informado gratuitamente e clique em ENVIAR:






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *