Diagnóstico do Câncer Colorretal

O câncer do intestino grosso (câncer colorretal) é um dos tipos com maior incidência em todo o mundo, principalmente nas regiões mais desenvolvidas. No Brasil é o segundo tumor mais incidente em mulheres e o terceiro em homens (exceto os casos de câncer de pele não melanoma). São estimados cerca de 32.600 novos casos em 2014.

Somente à medida que o tumor progride é que os sintomas tornam-se mais frequentes.

As queixas mais comuns são:

  • alteração do ritmo intestinal;
  • dores abdominais;
  • presença de sangue nas fezes;
  • dor ao evacuar.

Tanto os pólipos como os carcinomas em fases iniciais costumam quase não causar sintomas. Nesse sentido, o rastreamento é fundamental, já que tem como principal objetivo detectar a doença em fase inicial, muitas vezes ainda antes da completa transformação em carcinoma invasor. Com isso as chances de cura se tornam muito mais elevadas.

(mais…)

Compartilhe no Facebook

Digite seu endereço de e-mail e fique informado gratuitamente e clique em ENVIAR:






Fatores de Risco do Câncer Colorretal

intestinogrosso

Entre os principais fatores de risco dos tumores colorretais estão os hábitos de vida inadequados, como:

  • dieta baseada em consumo excesivo de carne vermelha;
  • rica em gorduras e pobre em fontes de fibras (frutas e verduras);
  • falta de exercícios físicos regulares (sedentarismo);
  • tabagismo;
  • consumo exagerado de bebidas alcoólicas.

Ter uma dieta balanceada, rica em frutas e verduras, praticar regularmente exercícios físicos e não fumar representam medidas de grande benefício para o controle da obesidade, de doenças cardiovasculares, e também do câncer, principalmente, quando iniciadas na juventude.

Apesar da maioria dos casos de câncer colorretal estar associada aos hábitos de vida, sabe-se que alguns tumores têm como causa fatores hereditários, ou seja, um risco que pode ser transmitido de geração em geração.

(mais…)

Transplante de medula óssea: a cura só depende do doador!

doe medula óssea

O Transplante de Medula Óssea (TMO) é uma modalidade terapêutica utilizada para o tratamento de várias doenças da medula óssea, como leucemias, linfomas e alguns tipos de câncer. Esta animação explica como é realizado o TMO, assim como, orientações de como tornar-se um doador. Confira!

Alimentação de Qualidade durante o Tratamento do Câncer Colorretal

Os tratamentos contra o câncer colorretal, na maioria das vezes, podem trazer alguns efeitos colaterais interferindo na forma como o paciente se alimenta. Está comprovado que uma alimentação saudável, aquela que contêm nutrientes (proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas, minerais e fibras) em quantidades adequadas são indicadas em todas as etapas da doença, mas em especial durante o tratamento.

O planejamento alimentar é parte importante do tratamento do câncer colorretal. Uma alimentação correta durante essa fase pode contribuir para o seu bem estar e fortalecimento, evitando a degeneração dos tecidos do corpo e ajudando a reconstruir aqueles que o tratamento contra o câncer possa ter prejudicado. Pacientes com boa alimentação durante o tratamento de câncer colorretal têm melhores condições de vencer os efeitos colaterais e de enfrentar, com êxito, a administração de doses mais altas de certos medicamentos.

Alimentar-se bem é vital para o trabalho do corpo. Pacientes com câncer que têm bons hábitos alimentares podem ter mais disposição para enfrentar os efeitos colaterais do tratamento, adquirir menos infecções e estar apto a ter uma vida normal. Quando não se ingere a quantidade suficiente ou o tipo correto de alimento, o corpo utiliza os nutrientes que tem armazenado para servirem de fonte de energia. O resultado é que as defesas naturais diminuem e o corpo não consegue combater as infecções. No entanto, esse sistema de defesa é importantíssimo para quem tem de enfrentar o tratamento contra a doença, pois nessas circunstâncias, é sempre grande o risco de adquirir infecções.

Lembre-se que uma boa alimentação é extremamente importante quando o corpo está combatendo uma doença. Caso tenha alguma dúvida, procure um nutricionista oncológico que poderá lhe orientar nesse momento.

Dicas de Alimentação

  • Fracione as refeições. Opte por pequenas porções de 3 em 3 horas.
  • Adquira o hábito de colorir o seu prato com porções de verduras, legumes e cereais. Um prato colorido significa nutrientes diferentes e importantes para o bom andamento do seu organismo.
  • Diminua o consumo de fritura e alimentos que contenham sal.
  • Coma devagar e mastigue bem os alimentos.
  • Evite alimentos industrializados.
  • Hidrate-se com água, sucos naturais ou água de coco.
Página 60 de 392« Primeira...102030...5859606162...708090...Última »