Estado vai distribuir medicamentos para pacientes com câncer de mama

Distribuição para os hospitais começa já na segunda-feira (18)
Distribuição para os hospitais começa já na segunda-feira (18)

As pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com câncer de mama do tipo HER-2 positivo terão à disposição o medicamento Trastuzumabe, utilizado no tratamento da doença. A distribuição para os hospitais será feita pela Diretoria de Assistência Farmacêutica da Secretaria de Estado da Saúde (DAF/Sesau) e começa já na segunda-feira (18).

Segundo o diretor de Assistência Farmacêutica, Fábio Pacheco, o remédio será adquirido pelo Ministério da Saúde (MS), evitando a ocorrência de demandas judiciais. “Antes os Governos estaduais eram responsáveis pela compra do medicamento por determinação da Justiça. Com essa mudança, teremos uma economia de R$ 5 milhões por ano em Alagoas”, explica.

Ele destaca que a medida é válida para todo o Brasil e foi regulamentada por meio de portaria do MS. O protocolo define que tanto a aquisição quanto o fornecimento do Trastuzumabe serão feitos de forma centralizada pelo ministério, ficando sob responsabilidade das secretarias estaduais o fornecimento às unidades de saúde habilitadas em oncologia.

O diretor expõe que 120 pacientes alagoanas que recebiam o remédio por via judicial serão beneficiadas com a mudança. O documento publicado pelo Governo Federal engloba as mulheres portadoras do carcinoma de mama HER-2 positivo nos estágios inicial e localmente avançado, ficando excluídos os casos de metástase.

“Com o início da distribuição, já na próxima semana, Alagoas estará um passo a frente dos outros estados, que ainda estão se organizando. Já estamos organizados e convocamos as unidades que atendem casos oncológicos pelo SUS para mostrar a estratégia de distribuição”, diz Fábio Pacheco, acrescentando que o medicamento será levado aos hospitais pela DAF.

De acordo com ele, o protocolo do Ministério da Saúde também trará mais conforto às pacientes, que receberão o Trastuzumabe durante a realização da quimioterapia. Anteriormente, era necessário que elas fossem até a sede da Diretoria de Assistência Farmacêutica, no Farol, para buscar o remédio, adquirido pelo Estado por ordem judicial.

O diretor ressalta que a distribuição de outros medicamentos está em fase de negociação com o MS. “A contratação de outras substâncias está sendo discutida pelos estados junto com o ministério. Atualmente, também disponibilizamos o Imatinib, utilizado para cinco tipos de câncer, como a leucemia mieloide crônica e o de intestino”, conta.

Importância – O oncologista João Aderbal, técnico da Secretaria de Estado de Saúde, lembra a importância da distribuição do medicamento. “Essa medida é fundamental, pois vamos resgatar a condição dessas pacientes. Com o tratamento com o Trastuzumabe, conseguimos melhorar o tumor e deixa-lo similar aos tumores com um melhor prognóstico”, afirma.

Ela destaca que o HER2 positivo – iniciais em inglês para Receptor 2 do fator de crescimento da Epiderme Humana – corresponde entre 15% e 20% das ocorrências de câncer de mama. Forma agressiva da doença, o tumor tem como característica uma proteína encontrada em excesso na superfície das células, o que pode fazer com que sua evolução seja mais rápida.

“Com o remédio, garantimos uma melhor sobrevida e aumentamos as chances de cura dessa paciente e isso já é um grande ganho tanto para elas quanto para o Estado”, acrescenta o médico. A entrega do remédio foi discutida em reunião com o diretor da DAF, Fábio Pacheco, e a administradora do órgão, Ana Cristina Rocha; o gerente do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica, Johnathan Gonçalves; o oncologista João Aderbal; e com representantes dos Hospitais Universitário (HU), Santa Casa de Misericórdia e Afra Barbosa, em Arapiraca, além de assessores da Diretoria de Assistência Farmacêutica.

por Assessoria

Compartilhe no Facebook

Digite seu endereço de e-mail e fique informado gratuitamente e clique em ENVIAR:






Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *