Câncer de Rim (RCC)

Vamos falar aqui sobre o carcinoma de células renais (RCC, sigla em inglês para renal cell carcinoma) e seus sintomas, causas e tratamentos.

O que acontece em um corpo saudável:

O corpo humano é formado por incontáveis células. Cada um dos nossos órgãos é composto por tipos específicos de células. Elas realizam funções especificas em cada órgão.

Normalmente, cada órgão permanece saudável desfazendo-se de células antigas. Essas células antigas não conseguem mais realizar o seu trabalho – e devem ser destruídas.

Novas células substituem essas células velhas. É um processo que ocorre no corpo o tempo todo.

As novas células crescem e se dividem somente até que tenham substituído as células velhas.

O que é Câncer? Câncer é uma doença caracterizada pelo crescimento celular descontrolado. Ele ocorre quando uma alteração em uma célula a faz crescer e se dividir de maneira que não deveria. Esta, agora, é uma célula tumoral.

O que é um tumor? Crescendo e se dividindo, a célula tumoral faz muitas cópias dela mesma. Logo, forma-se uma grande massa dessas células tumorais. Essa massa é chamada de tumor.

O que é RCC ? (Renal Cell Carcinoma – carcinoma de células renais)

RCC é o tipo mais comum de câncer renal. Normalmente, os rins removem impurezas do sangue, formando a urina. Este processo básico é necessário para uma vida saudável. Um dano ou doença nos rins pode ser muito sério.

O RCC se inicia como uma única célula no rim. Esta célula cresce e se divide quando não deveria. Uma vez criadas as células cancerosas, um tumor irá se formar dentro do rim.

O RCC normalmente cresce com um único tumor em um dos rins. Algumas vezes é possível que mais de um tumor cresça em um rim, porém mais raramente pode acontecer de tumores crescerem em ambos os rins.

O RCC é menos comum que outros tipos de câncer, mais ainda afeta muitas pessoas.

Á medida que o tumor aumenta, algumas das células tumorais podem entrar no sangue.

Depois, elas podem se espalhar do rim para outras partes do corpo.

Então, novos tumores podem crescer em outros órgãos. Este processo é chamado de metástase.

Mais isso ainda é RCC. Mesmo que o câncer chegue aos pulmões ainda será chamado de RCC, e não de câncer de pulmão.

O Diagnóstico do Câncer de Rim (RCC)

O RCC (câncer de rim) ou carcinoma de células renais não costuma apresentar sintomas. Porém, se ele crescer demais, pode causar dor, inchaço ou sangue na urina. Se a doença já está espalhada, pode haver sintomas em outras partes do corpo.

Na maior parte dos casos, o câncer de rim (RCC) é encontrado quando se faz uma tomografia de estômago. Por não ser muito comum, a maioria das pessoas não é examinada para câncer renal. Mas exames regulares para carcinoma de células renais podem ser indicados para algumas pessoas.

Entre elas, incluem-se pacientes:

– Em diálise renal

– Com esclerose tuberculosa

– Com histórico familiar de RCC

– Com uma doença genética chamada de doença de von Hippel-Lindau (VHL).

Se uma tomografia mostra um tumor ou tumores nos rins, o médico irá fazer mais testes, para avaliar se é ou não câncer. Os testes podem incluir mais tomografias ou biópsias. É possível que existam caroços nos rins que não sejam câncer. Neste caso, geralmente não há necessidade de tratamento. Pode ser também outro tipo de câncer, que pode exigir tratamento especial.

Cirurgia

No caso de câncer de rim (RCC) não-metastático, o tratamento é feito com a remoção de parte ou do rim inteiro. As pessoas podem viver com um só rim e, mesmo que ambos sejam removidos, é possível viver com ajuda de diálise.

O médico irá examinar o rim removido para compreender melhor o câncer. Isso irá ajudar a determinar os próximos passos.

Se os testes não mostrarem que o RCC não se espalhou além do rim removido, nenhum tratamento adicional é necessário. Mas é importante realizar exames periódicos para checar se o câncer não se espalhou.

No caso de ter sido removido apenas um dos rins, o outro deve ser monitorado regularmente para se ter a certeza de que o RCC não está se desenvolvendo nele.

Tratamento do RCC metastático

 

Se o RCC se espalhou, então é mais difícil de ser tratado. O RCC pode se espalhar para quase todas as partes do corpo, mas os locais mais comuns são: pulmões, ossos, fígado e cérebro. Independentemente do local da metástase, ele será tratado como RCC.

– Citocinas: O RCC metastático normalmente não responde à quimioterapia e radioterapia convencionais. Os únicos tipos de drogas disponíveis atualmente para este caso são as chamadas citocinas. Estas drogas atuam estimulando o sistema imunológico, que pode atacar as células cancerosas da mesma maneira que ataca uma infecção. Como estas drogas são administradas via subcutânea, isto deve ser feito em um hospital ou uma clínica.

Existem duas citocinas usadas em RCC:

– Interleucina-2 (IL-2)

– Interferon alpha (INFá)

Para alguns pacientes, as citocinas ajudarão a diminuir os tumores, e, para outros, irão ajudar a evitar o crescimento dos tumores por um período. Pessoas sob tratamento com citocinas apresentam efeitos colaterais parecidos com gripe.

Avanços no tratamento

Para alguns pacientes as citocinas podem não funcionar, porém existem muitos medicamentos promissores em estudo. Os mais efetivos são os chamados terapias-alvo. Eles ajudam a interromper os sinais que as células cancerosas usam para crescer. Alguns deles atuam somente em um tipo de sinal, enquanto outras interrompem mais de um sinal, sendo chamadas de terapia multi-alvo.

Várias terapias multi-alvo funcionam contra o RCC, interrompendo os sinais que são mais importantes para o seu crescimento. Com estas terapias inovadoras, o futuro é promissor.

Fale com o seu médico.

Compartilhe no Facebook

Digite seu endereço de e-mail e fique informado gratuitamente e clique em ENVIAR:






46 comments on “Câncer de Rim (RCC)

  1. Eu retirei o rim direito,câncer,não fizeram tratamento porque meu coração não resistiria,tive três infartos antes!
    A mais de quatro anos fui desenganado,mandado para casa para morrer, metastes no pulmão,alça dos intestinos,ossos etc…
    Não me apavorei,comecei a fazer tratamento com fitoterápicos,ainda vivo,acho que de teimoso!

    1. José Carlos,
      Muito bom ler seu relato. Minha mãe tem 59 anos, tirou o rim esquerdo no começo do ano e essa semana descobrimos que tem nódulos no pulmão e no abdomen (não sei direito onde). O urologista disse ser necessário operar mas o oncologista disse que não. Eles conversaram e vão iniciar o tratamento com remédio. Tudo de bom!

        1. no ano de 2001 descobri que estava com meu rin direito tomado por tumores (carcenomas ) que pesou ao todo 540grs foi retirado dodo o meu rim direito fiz 47 seçoes de radioterapia , estive bem por mais de 10 anos , em setembro de 2012 fazendo exames de rotina descobri que novamente estava com carcenoma no rin esquerdo , fiz exames como ultrasonografia , tomografia e por fim a biopsia no qual se confirmou o diagnostico , tive que fazer uma cirurgia , dia 12/04/2013 foran retirados ao todos 16 tumores que ao todo pesou 475grs, passei por hemodialíse ,mas ja sai hoje meu rin ja esta com 75% de funcionamento no qual em consulta nesta segunda dia 08/07 o médico se surpreendeu com minha recuperação ,a cirurgia foi feita na santa casa de Presidente Prudente e o médico responsavel Foi Drº Felipe Almeida e paula

    2. Oi José Carlos, meu nome é Andréa e minha mãe está na mesma situação que vc se encontrava. Me de um retorno como vc está e o que vc fez. Abç

  2. Em Setembro fiz uma nefrologia radical direita. A analise patologica ditou 2 tumores cancerigenos. Em Janeiro ao fazer as TACS foi-me dito que tenho tumores na supra-renais. Em Maio uma Ressonancia Magnetica para melhor verificação. HOJE: OS TUMORES NÃO PARECEM PROBLEMATICOS, AS ANALISES ESTÃO OTIMAS E, DEVEREI APENAS SER OBSERVADA PERIODICAMENTE. Quis deixar esta mensagem para todos aqueles que possam estar em situação identica e, desejar-lhes o mesmo diagnostico que hoje recebi.

  3. meu filho partiu da minha vida com um tipo de câncer chamado ( carcinoma no adrenal) descobriu dia 29 de março de 2011, e veio a falecer dia 25 de maio de 2011 mesmo… ele fez queimoterapia, e tomou uma droga chamada mitotano,via oral. mais mesmo assim não teve jeito. ja tinha metastátice espalhados no pulmão, e outros orgãos.
    antes de descobrir o cancer ele não apresentava sinais nenhum, era muito saudavel, era militar, e tinha vida de atleta, muito bem fisicamente… ele tava com 29 anos de idade, e foi muito triste esse fato.
    vc sabe como me explicar o acontecido? pois até hoje não sei como isso aconteceu.
    obrigada, e fica com Deus.

    1. Oi Leonizia, tudo bem?
      Sentimos muito pela sua perda….
      Realmente o cãncer não avisa, e as vezes pode vir sem sintomas, e somente quando o estado já está grave é que começam a aparecer os problemas…

      Existem coisas que não conseguimos explicar, acredito que sejam coisas de Deus…

      O que posso lhe desejar é que Deus te dê forças nesse momento tão difícil e oferecer nossa ajuda, no que você precisar…
      Que você receba um abraço gigante tamanho GG e venha em nosso site sempre que precisar, também temos uma página no facebook, é só adicionar lá -> http://facebook.com/combatecancer

      Se precisar de algo, conte conosco!

      Curta nossa página no facebook http://facebook.com/combatecancer

      Abraços,
      ———————————
      Equipe Combate ao Câncer
      http://facebook.com/CombateCancer
      http://Twitter.com/CombateCancer

    2. Bom dia,
      Quero contar a historia de minha irmã, o nome dela é Jessica, tem apenas 20 anos e tem uma filha de 3 anos, infelizmente minha irmã veio a falecer nesta quarta-feira dia 16/01/2013.
      Desde o começo do ano de 2012, ela sentia dores abdominais e como não tinha convenio médico procurava os pronto socorros, onde examinavam ela e acabavam mandado ela de volta pra casa com o diagnostico de gases, onde as dores persistiram e ela novamente procurava os hospitais, e assim foram durante 4 meses, quando novamente procurou o hospital São vicente de Paulo aqui em Jundiai-SP., onde pediram um raio X e exames de sangue, onde novamente nada foi descoberto, o tempo foi passando e agora além das dores o abdomem havia um relevo, parecia que algo estava crescendo ali, deconfiavamos de uma érnia, porem meu cunhado ( esposo da minha irmã) conseguiu um emprego e logo teve direito ao convenio médico, onde no mesmo dia da consulta com um clinico, foi pedido que ela fizesse uma ultrassom e descoberto que ela estava com um tumor na córtex adrenal esquerdo, um tipo raro de tumor, e que ja media 20cm, foi encaminhada a dois cirurgiões, onde nenhum quis operar pois diziam que estava muito grande então encaminharam com uma oncologista, ao qual a mesma demorou mais de 1 mês para conseguir a consulta, onde a Jessica estava piorando a cada dia, o tumor não parava de crescer, depois que conseguiu a consulta, foi pedido uma biopsia ao qual não saiu o tipo de tumor que era, foi pedido então que ela fizesse a Imunoistoquimica, que foi encaminhada ao hospital do cancer em botucatu, demorou uns 15 dias para chegar o resultado, ao qual novamente indicava um tumor na cortex adrenal esquerdo ao qual ja sabiamos, nesse exame pedia que fosse feita uma nova biopsia, mas em conversa com a oncologista explicamos que tinhamos medo que viesse a acontecer o pior, então como todos os outros exames ja haviam sido realizados, a medica nos aconselhou a começar uma quimio com uma droga chamada de Mitotano (Lisodren), para que impedisse o tumor de crescer pois poderiamos perde-la, então a minha irma começou o tratamento ao qual passou mau, as dores pioraram, e a medica que acompanhava o caso, saiu de ferias e não deixou o caso da minha irmã com ninguem para substitui-la, foi quando liguei e marquei uma consulta com uma outra médica que olhando o estado que minha irma se encontrava, e olhando os exames anteriores com os novos disse que o tumor havia crescido muito, ela parecia uma mulher grávida, com a barriga bem grande, a medica tentou ver com a equipe do hospital se havia como retirar esse tumor pois estava comprimindo todos os orgãos e as veias que vão para o coração, e ja havia metastases no pulmão, os medicos achavam muito ariscado operar, e então eu fui ate essa medica e fui bem clara que queria saber a situação real da minha irmã, e então meu mundo caiu, ela me explicou que esse tumor ja havia se espalhado e que o figado ja estava 90% tomado e que não havia mais o que fazer, somente melhorar a qualidade de vida dela.
      Mas mesmo assim não contamos isso para a Jessica pois ela tinha muita fé que ficaria curada, e quando nós estavamos desanimando ela nos dava força, foi então nesse mês, em que mais precisavamos da medica dela aqui, para nos explicar as coisas e nos ajudar, ela estava de “ferias”, engraçado que o paciente não tira férias, mas foi exatamente nesse mes que ela ficou internada por duas vezes e começou a inchar, ja estava ficando bem debilitada, e o engraçado que nem foi indicado um psicologo e nem um nutricionista para acompanha-la, ela voltou pra casa e ficou aguardando e quando a medica dela voltou ficou surpresa em ve-la naquele estado e disse que aumentaria a dose do mitotano, e sem me esquecer que minha irmã tomava morfina 40mg de 8/8 hrs para dor pois era muito fortes e ela não aguentava, então meu cunhado e minha irmã procuraram o Abrapec para conseguir uma cadeira de rodas pois a Jessica não conseguia mais andar e lá deram toda a assistencia que ela nescessitava, deram vitaminas e ate acompanhamento com a psicologa, mas no dia 16/01/2013 infelizmente a Jéssica não resistiu, estava em casa com o esposo e com a filha, quando gritou pela minha mãe e deu os ultimos suspiros, agora fica a pergunta depois de tanto tempo que passou para descobrirem o tumor que avançou muito, se tivessem preocupação em investigar o que ela tinha desde o começo, daria tempo de operar? ela estaria aqui conosco e com a filha, esse Mitotano realmente funcionou de alguma forma, ou só fez esse tumor crescer ainda mais?
      Perguntas que jamais saberemos, espero que em outros casos os “medicos se preocupem ainda mais com seus pacientes e descubram a tempo, pois poderiam ter salvado uma vida, pois essa vida significava muito para nós, só nos resta a saudade e as lembranças da Jéssica.

      1. E por coincidencia ou não o tratamento da minha irmã Jessica foi de dois meses com Mitotano, igual ao caso da Leonizia mencionado acima.

          1. Minha irma com 50 anos, começou a emagrecer, e ter problemas estomacais, fraqueza, em Outubro de 2011, foi diagnosticado uma massa no seu rim direito, e feito exames , deu carcinoma agressivo, como ainda nao tinha metastases, operou, mas foi constatado, que havia expandido para fora do rim, operou em 15 de dezembro de 2012 e veio a falecer em 21/02/2012, ja com metastases no pulmao.Doença silenciosa, traiçoeira…

    3. Boa tarde
      Quero contar a historia de minha irmã, o nome dela é Jessica, tem apenas 20 anos e tem uma filha de 3 anos, infelizmente minha irmã veio a falecer nesta quarta-feira dia 16/01/2013.
      Desde o começo do ano de 2012, ela sentia dores abdominais e como não tinha convenio médico procurava os pronto socorros, onde examinavam ela e acabavam mandado ela de volta pra casa com o diagnostico de gases, onde as dores persistiram e ela novamente procurava os hospitais, e assim foram durante 4 meses, quando novamente procurou o hospital São vicente de Paulo aqui em Jundiai-SP., onde pediram um raio X e exames de sangue, onde novamente nada foi descoberto, o tempo foi passando e agora além das dores o abdomem havia um relevo, parecia que algo estava crescendo ali, deconfiavamos de uma érnia, porem meu cunhado ( esposo da minha irmã) conseguiu um emprego e logo teve direito ao convenio médico, onde no mesmo dia da consulta com um clinico, foi pedido que ela fizesse uma ultrassom e descoberto que ela estava com um tumor na córtex adrenal esquerdo, um tipo raro de tumor, e que ja media 20cm, foi encaminhada a dois cirurgiões, onde nenhum quis operar pois diziam que estava muito grande então encaminharam com uma oncologista, ao qual a mesma demorou mais de 1 mês para conseguir a consulta, onde a Jessica estava piorando a cada dia, o tumor não parava de crescer, depois que conseguiu a consulta, foi pedido uma biopsia ao qual não saiu o tipo de tumor que era, foi pedido então que ela fizesse a Imunoistoquimica, que foi encaminhada ao hospital do cancer em botucatu, demorou uns 15 dias para chegar o resultado, ao qual novamente indicava um tumor na cortex adrenal esquerdo ao qual ja sabiamos, nesse exame pedia que fosse feita uma nova biopsia, mas em conversa com a oncologista explicamos que tinhamos medo que viesse a acontecer o pior, então como todos os outros exames ja haviam sido realizados, a medica nos aconselhou a começar uma quimio com uma droga chamada de Mitotano (Lisodren), para que impedisse o tumor de crescer pois poderiamos perde-la, então a minha irma começou o tratamento ao qual passou mau, as dores pioraram, e a medica que acompanhava o caso, saiu de ferias e não deixou o caso da minha irmã com ninguem para substitui-la, foi quando liguei e marquei uma consulta com uma outra médica que olhando o estado que minha irma se encontrava, e olhando os exames anteriores com os novos disse que o tumor havia crescido muito, ela parecia uma mulher grávida, com a barriga bem grande, a medica tentou ver com a equipe do hospital se havia como retirar esse tumor pois estava comprimindo todos os orgãos e as veias que vão para o coração, e ja havia metastases no pulmão, os medicos achavam muito ariscado operar, e então eu fui ate essa medica e fui bem clara que queria saber a situação real da minha irmã, e então meu mundo caiu, ela me explicou que esse tumor ja havia se espalhado e que o figado ja estava 90% tomado e que não havia mais o que fazer, somente melhorar a qualidade de vida dela.
      Mas mesmo assim não contamos isso para a Jessica pois ela tinha muita fé que ficaria curada, e quando nós estavamos desanimando ela nos dava força, foi então nesse mês, em que mais precisavamos da medica dela aqui, para nos explicar as coisas e nos ajudar, ela estava de “ferias”, engraçado que o paciente não tira férias, mas foi exatamente nesse mes que ela ficou internada por duas vezes e começou a inchar, ja estava ficando bem debilitada, e o engraçado que nem foi indicado um psicologo e nem um nutricionista para acompanha-la, ela voltou pra casa e ficou aguardando e quando a medica dela voltou ficou surpresa em ve-la naquele estado e disse que aumentaria a dose do mitotano, e sem me esquecer que minha irmã tomava morfina 40mg de 8/8 hrs para dor pois era muito fortes e ela não aguentava, então meu cunhado e minha irmã procuraram o Abrapec para conseguir uma cadeira de rodas pois a Jessica não conseguia mais andar e lá deram toda a assistencia que ela nescessitava, deram vitaminas e ate acompanhamento com a psicologa, mas no dia 16/01/2013 infelizmente a Jéssica não resistiu, estava em casa com o esposo e com a filha, quando gritou pela minha mãe e deu os ultimos suspiros, agora fica a pergunta depois de tanto tempo que passou para descobrirem o tumor que avançou muito, se tivessem preocupação em investigar o que ela tinha desde o começo, daria tempo de operar? ela estaria aqui conosco e com a filha, esse Mitotano realmente funcionou de alguma forma, ou só fez esse tumor crescer ainda mais?
      Perguntas que jamais saberemos, espero que em outros casos os “medicos se preocupem ainda mais com seus pacientes e descubram a tempo, pois poderiam ter salvado uma vida, pois essa vida significava muito para nós, só nos resta a saudade e as lembranças da Jéssica.
      Será só coincidência que em 2 meses de tratamento ela veio a falecer igual ao caso mencionado acima.

    4. BOM DIA! SINTO MUITO PELA MORTE DE SEU FILHO. MEU NOME É GUSTAVO, RETIREI UM CANCER RENAL A TRÊS ANOS ATRAZ, TAMBÉM FUI MILITAR. QUAL O TRABALHO DO SEU FILHO NO QUARTEL? QUAL A ESPECIALIDADE DELE?? ALGUNS TIPOS DE PRODUTO QUE TRABALHAMOS NOS QUARTEIS E EM OUTROS LUGARES PODE TRAZER CANCER!!! OBRIGADO, FIQUE COM DEUS…!

  4. Oi ,em maio de 2012,meu esposo foi diagnostica com um carcinoma renal.no dia 21 de junho passou pela nefrectomia parcial,e por Honra e Gloria Do nosso Senhor Jesus ele ta curado.
    Seja qual for a sua dor nao desista…
    O Senhor te honrara!!

  5. tenho câncer no rim faço tratamento de quimio a cinco. Meu médico me falou que não posso me submeter a cirurgia devido a problemas com anestesia.
    As vezes da vontade de largar tudo,pois sinto vontade de fazer as coisas boas que a vida oferece.mais tem dias que a medicação me deixa sem vontade até mesmo de me levantar.Tenho uma filha especial,e quando penso em desistir ela me reanima para continuar minha luta.E, agora vendo estes relatos me fez sentir que apesar dos resultados de exames não estarem sendo muito animadores eu ainda posso continuar lutando e assim poder cuidar dela. Abraços a todos.E espero retornar com boas notícias.

    1. Oi Djair, tudo bem?
      Desejamos com todas as nossas forças que sua recuperação seja excelente e imediata!
      Use direitinho a medicação que seu médico passou, quando se sentir disposto, faça uma caminhada de 15 minutos, procure sempre estar perto de quem você gosta, veja programas, filmes e séries de TV que façam você rir…
      Isso tudo irá lhe ajudar em sua recuperação

      Sempre que precisar, conte conosco

      Abraços,
      Equipe Combate ao Câncer
      Facebook – http://facebook.com/CombateCancer
      Twitter – http://twitter.com/CombateCancer

  6. só corrigindo:meu nome é meio confuso.me chamo Djair,tenho 24 anos,sou do sexo feminino.as pessoas confundem por ser nome de homem,mais tudo não tem problema.eu estou em tratamento a cinco anos.

  7. Minha filha ,então com 20 anos,teve diagnóstico de câncer renal em setembro de 2011. Retirou o rim esquerdo e a supra renal. Era um tipo raro,porém pouco agressivo. Ela faz acompanhamento com imagens e exames de sangue,mas o oncologista considera muito pouco provável ,que ela venha a ter metástases. Ela está ótima,linda e muito otimista.”O que não te mata,te deixa mais forte!”
    Muita força pra quem está nessa batalha agora.Sejam otimistas e mantenham a fé.Tudo passa!!

  8. eu preciso de alguém que me aponte a direção por que eu estou me sentindo perdida,sozinha,cansada!Eu não estou aguentando mais levar isso tudo adiante,estou me sentindo completamente inútil perdendo todas as minhas forças.Parece que Deus se esqueceu de mim!

  9. Meu marido teve diagnóstico de RCC no dia 27 de novembro de 2012, mas já estava espalhado no fígado e havia tomados os pulmões. Ele ficou internado no Instituto do câncer em SP e o médico me disse que o caso era gravíssimo e nada poderia ser feito, não existia nenhum tratamento. 20 dias depois do diagnóstico, ele faleceu. Mas até agora eu não me convenço que não havia nada para ser feito! Em pleno século 21, no hospital referência, mesmo assim ele estava condenado á morte???? Ele nunca fumou ou bebeu, tinha uma vida saudável e era esportista. Não teve sintoma nenhum, só nos últimos tempo ele sentia um desconforto para respirar, foi aí que procurou o médico. Sofro muito com a falta que ele me faz. Deixou uma filha de 3 anos que hj é o alicerce que me sustenta. Estou inconformada e revoltada. Ele se foi sem saber da gravidade de sua doença, pedi pelo amor de Deus pro médico não contar…

  10. Me chamo Fran e tenho uma irma que no dia 04/09 descubriu que está com um cancer na cortex do rim esquerdo, onde demorou pra descobrir e agora está avançado. Ela começou com dores abdominais como se fosse gases, ia no medico ele mandavam ela embora pra casa sem ao menos fazer uma ultrassonografia, onde vinha embora com dores e não passava, só foi descoberto o tumor quando teve acesso a convenio medico particular, onde viram que o tumor já media 20cm. Hoje ela está tomando o remedio Mitotano e morfina pra tirar a dor, pois ela não pode operar por que os medicos disse que ela sai da cirurgia.
    Ela tem 20 anos e está toda inchada, pois a massa tumoral está comprimindo os orgãos e as veias que vão ao coraçaõ, não consegue ficar muito tempo em pé, dorme o tempo todo pelo efeito da morfina, os medicos não tem esperança nenhuma, mais por outro lado ela é que nos da força pois acredita num Milagre, ela sabe que vai sair dessa.
    Queria saber se essa droga mitotano é realmente o melhor tratamento e se já teve casos iguais a esse e com cura.

    Estou no aguardo

    Desde já obrigada!

    1. Corrigindo … Hoje ela está tomando o remedio Mitotano e morfina pra tirar a dor, pois ela não pode operar por que os medicos disse que ela não sai da cirurgia.

  11. A cada dia uma nova surpresa. Vc vai faz todas as sessões recomendadas pelo seu médico.Aí todos os exames são repetidos,quando vc abre pensa:espero que dessa vez seja diferente.Que nada são sempre as mesmas respostas.Aí vc sai de la com estas palavras:Será que vale a pena tanto esforço,pra ouvir que não mudou nada?A vontade é de se atirar a frente do primeiro carro que passar.Gente eu não aguento mais,eu estou perdendo o sentido de viver.são tantos anos já investindo nessas sessões que todos sabem é uma tortura.

  12. eu descobri q estava com cancer no meu rim, em março 2012,fiz a cirurgia de retirada total do rim direto, estou em acompanhamento a cada 3 meses, gostaria de saber se tenho algum direto, baseado na cartilha .
    obrigada raquel

  13. Em Fevereiro de 2012, num exame de rotina solicitado pelo meu urologista, porque nos últimos 20 anos sofri com cálculos renais, fui diagnosticada com RCC. Em 5 de Abril de 2012, passei por uma cirurgia com a retirada parcial do rim esquerdo. O susto foi grande! Não precisei de quimioterapia, nem de radioterapia. Hoje vivo muito feliz por estar curada. Agradeço aos médicos e a força Divina que me ajudaram a passar e superar um momento tão difícil na minha vida. Minha intensão em escrever é dizer para quem passa por esta doenaça que não perca a esperança, e lute pela vida!

  14. MINHA FILHA CLARA NASCEU PERFEITA QUANDO ELA ESTAVA COM OITO MESES ELA COMEÇOU COM OS SINTOMAS DE FEBRE ATÉ QUE OS MÉDICOS DIAGNOSTICARAM UM TUMOR RARO NO RIM ESQUERDO POREM AGRESSIVO (TERATOIDE RABDOIDE) FOI RETIRADO MAS JÁ TINHA METÁSTASE NO CELEBRO EM MENOS DE DOIS MESSES ELE CRESCEU MUITO RÁPIDO MESMO COM A QUIMIOTERAPIA O DIAGNOSTICO EU RECEBI NO DIA 14/04/2012 E ELA FALECEU NO DIA 01/09/2013 UM MÊS DEPOIS DE RETIRAR O RIM É UMA COISA QUE NÃO DA PARA ENTENDER COMO BROTA ISSO NUMA PESSOA E CRESCE TÃO RÁPIDO QUE A CRIANÇA NÃO TEM COMO REAGIR A UMA DOENÇA INGRATA .

  15. nossa fiquei chocada com tantos depoimentos sobre esse cancer ai fico pensando meu Deus sao tantos os sofrimentos e pensar que em 2006 fiquei internada entre a vida e a morte fiz uma nefrectomia total de rim direito tive uma infecçao generalizada fui desenganada pelos médicos 5 dias na uti mas nunca perdi as esperanças sei que to viva por um milagre os proprios medicos citaram isso tenho 5 filhos que crio sozinha sem pensao sem nada mas venci graças ao meu Deus soberano por isso eu pesso a voces que tem este problema nao desistam nunca pense sempre que temos um Deus muito poderoso ele é o Deus do impossivel

  16. Olá,estou verificando este site pq me assustei com resultado dos meus exames, a onde diz assim (nódulo hiperecóico medindo 8,4 x 8,2 mm em terço superior), claro que estou indo ao medico só que tudo demora,marcar exames esperar os resultados,,,mas o que vcs podem me dizer com sinceridade,um grande abraço que Deus nos ajudem!

  17. Em Aveiro -Portugal, disseram-me que tinha um tumor no rim direito, fiz ecografia e uma ressonância e análises .Nunca tive sintomas nenhuns , Não fiz biopsia ,então que tinha que ser operado mas ficava com uma parte do rim, era só cortar a parte inferior ,só que depois de aberto tiraram-me o rim todo, o urologista disse que foi a melhor opção…………ao quinto dia de internamento no hospital disse-me que tinha alta estava sarado e que podia ir para casa, sem nunca mais me dar acompanhamento posterior. entregou-me ao médico de família, e o que faço são analises e ecografias anuais . Não fiz biopsia
    Com o devido respeito……..isto é normal????
    Atentamente;

    João Paulo

  18. meu pai tem 67 anos e descobrimos q ele tem câncer no rins e passando para fígado ele sente muita dor o medico diz q n pd fazer nada só espera o dia eu acho com essa tecnologia existe cura me indique algum medico bom ..obrigado

  19. eu tambem descubrir que estou com cancer de pulmaõ, estou na 6% seçaõ de quemoterapia, fiz dois meses de radioterapia, e agora estou na queimo. vou levando minha vida como deus quer.

  20. Meu esposo fez nefrectomia do rim esquerdo dia 11/05/2011 dia 11/05 ja faz tres anos pra gloria de Deus esta trabalhando comcaminhao tanque tudo e possivelao que cre

Deixe uma resposta para aurinete soares Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *